Sistemas de Estacionamentos – Qual melhor se adapta ao seu negócio?

Muito se fala em informatizar, automação e outras palavras que estão por ai… Mas afinal, o que significam? Você sabe o que significa, por exemplo, um car-back? Multi-vagas? Voucher? Car-pulling? Essas palavras estão ligadas aos conceitos de administração e automatização de processos de um estacionamento, cada tipo atende uma demanda diferente da outra, que são escolhidas de acordo com os aspectos de porte e atividade de cada um deles.

Os Sistemas de automatização de Estacionamentos

 

Sistema Automatizado

É o tipo de automação que encontramos geralmente em shoppings, supermercados e outros grandes centros comerciais. São estruturas montadas próximos aos acessos de entrada e saída do pátio, com cancelas, totens e outros equipamentos que se comunicam com uma central processadora dos dados. Nestas estruturas o pagamento geralmente é realizado em um caixa no interior do estabelecimento, que entrega um cartão ao cliente para que deposite no totem de saída, e por sua vez, abra a cancela, liberando para a saída do veículo. Outra característica, é que neste formato o próprio cliente acessa o estacionamento, manobra seu veículo até a vaga que lhe é destinada (ou escolhe uma livre) e faz o processo inverso na saída. Não há manobristas ou “vallets” no processo, somente auxiliares e o caixa.

Cancela na entrada de um estabelecimento comercial – Fonte: Google Imagens (https://www.google.com.br/search?q=cancela+shopping – Acesso em 09/11/2016).

Este formato é caracterizado pela autonomia dos processos de entrada e saída dos veículos e muitas vezes até do pagamento, sem interferência humana. São muito eficientes para grandes estabelecimentos, porém, pelo seu alto custo de aquisição, mensalidade e manutenção, são ineficientes para pequenos e médios estacionamentos.

 

Estacionamento Automático (Robotizado)

Ainda novidade por aqui, em 2015 foi aberto o primeiro estacionamento deste tipo no Brasil. O estacionamento automático, 100% automatizado, ou robotizado, é caracterizado por ter todos seus processos automatizados por máquinas e softwares. Ou seja, desde a recepção e guarda do veículo, até o pagamento e saída é realizado através de máquinas, sem a interferência humana.

Estacionamento robotizado – Fonte: Google Imagens (https://www.google.com.br/search?q=robotic+parking – Acesso em 14/11/2016)

 

Sistema Informatizado

A informatização é o caminho de 99,9% dos estacionamentos particulares, são sistemas preparados com um software para controle de caixa, de convênios, de mensalistas, etc. Em geral, são compostos de um computador, um programa, uma impressora térmica e opcionalmente um leitor de código de barras. No passado, era comum observarmos em alguns estacionamentos a utilização de microterminais, que com a evolução, acabaram ficando defasados (este artigo fala sobre isso).

O PARKEER por exemplo, é um programa de computador que serve para informatizar os processos operacionais de um estacionamento, ou seja, aqueles processos ligados à operação cotidiana da empresa, que no caso dos estacionamentos, tange a entrada e saída de veículos, controle de tarifação, registro e cobrança de mensalistas, etc.

Esse sistema é ideal para pequenos e médios estacionamentos (com fluxo de até mais ou menos 3 mil veículos por dia), embora funcionem acima dessa margem, o custo na contratação de um operador para cada entrada e/ou saída acaba ficando caro.